E-BOOK MENINAS SUPER POÉTICAS

quarta-feira, dezembro 31, 2008

As pessoas são estrelas

"As pessoas têm estrelas que não são as mesmas. Para uns, que viajam, as estrelas são guias. Para outros, elas não passam de pequenas luzes. Para outros, os sábios, são problemas. Para o meu negociante, eram ouro. Mas todas essas estrelas se calam. Tu porém, terás estrelas como ninguém... Quero dizer: quando olhares o céu de noite, (porque habitarei uma delas e estarei rindo), então será como se todas as estrelas te rissem! E tu terás estrelas que sabem sorrir! Assim, tu te sentirás contente por me teres conhecido. Tu serás sempre meu amigo (basta olhar para o céu e estarei lá). Terás vontade de rir comigo. E abrirá, às vezes, a janela à toa, por gosto... e teus amigos ficarão espantados de ouvir-te rir olhando o céu. Sim, as estrelas, elas sempre me fazem rir!"

Autor: Antoine de Saint-Exupéry (pequeno príncipe)

ACASO

"Cada um que passa em nossa vida,passa sozinho, pois cada pessoa é únicae nenhuma substitui outra.Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, mas não vai só nem nos deixa sós. Leva um pouco de nós mesmos, deixa um pouco de si mesmo. Há os que levam muito, mas há os que não levam nada. Essa é a maior responsabilidade de nossa vida, e a prova de que duas almas não se encontram ao acaso. "


(Antoine de Saint-Exupéry)

Uma Rosa Ferida / An Injured Rose


Ao passar desapercebida, livre e impetuosa,
encontra seu agressor, rosa oprimida,
perece desvalida e desconhece o seu valor.


VERSÃO EM INGLÊS: An Injured Rose

While passing unnoticed, free and impetuous,
it finds his aggressor, oppressed rose,
perish abandoned and it does not know his value.


Zazá Olíver

terça-feira, dezembro 30, 2008

Quando se perde um sonho


Quando se perde um sonho, é difícil reencontra-lo,
com o passar do dia, um novo sonho surge, mas não acha mais lugar.
Quando se perde um sonho, é o mesmo que roubar o luar,
as sombras vem e o encobre o seu tentar.
Quando se perde um sonho, não desista de sonhar,
a mesma coisa acontece com as ondas do mar,
Parece que não há lugar para quem deixa de sonhar.



Elizaete Ribeiro

Um mar sem Lua

Um amar sem lua, seria a rua dos tormentos ao passar,
Um mar sem lua, seria um solitário sem amar
Um mar sem lua, seria um amar sem amar
Um mar sem lua, seria a escuridão dos pensamentos
Um mar sem lua, seria a vida sem alento
Um mar sem lua, seria apenas um luar sem mar!

A cor do amanhã

A cor no amanhã, não tem som, apenas vã, vai e vem, mas não tem ninguém, a cor do amanhã,
que nunca tem, o som do amém, a cor do amanhã não está em ninguém, pensa que tem, a cor do amanhã não ama ninguém, apenas tem a dor do afã, a cor do amanhã não pertecem a ninguém.


By,

Elizaete Rib

segunda-feira, dezembro 29, 2008

Que Deus é este?


Especial
DARFUR
A ESPERA DE UM SALDOR

Darfur, no Sudão, cenário de um genocídio silencioso,
é um lugar sem lei e sem espaço para a misericórdia divina.
Seria também um lugar sem nenhuma esperança, não
fosse o trabalho humanitário de um batalhão de abnegados


Diogo Schelp, de El Fasher


Lí essa reportagem na revista veja। Fiquei bastante comovida...

Especial Artigo Reinaldo

quarta-feira, dezembro 10, 2008

Eterno Tempo!


Diga EU TE AMO em 100 línguas
Africano - Ek het jou lief

Albanês - Te dua

Árabe - Ana behibak (para homem) - Ana behibek (para mulher)

Armenia - Yes kez sirumen

Bambara - M'bi fe

Bangla - Aamee tuma ke bhalo aashi

Belarusian - Ya tabe kahayu

Bisaya - Nahigugma ako kanimo

Búlgaro - Obicham te

Camboja - Soro lahn nhee ah

Chinês cantonese - Ngo oiy ney a

Catalao - T'estimo

Cheyenne - Ne mohotatse

Chichewa - Ndimakukonda

Corsican - Ti tengu caru (para homem)

Creol - Mi aime jou

Croacia - Volim te

Czech - Miluji te

Dinamarquês - Jeg Elsker Dig

Holandês - Ik hou van jo

Inglês - I love you

Esperanto - Mi amas vin

Estonia - Ma armastan sind

Etiópia - Afgreki'

Faroese - Eg elski teg

Farsi - Doset daram

Filipino - Mahal kita

Finnish - Mina rakastan sinua

Francês - Je t'aime, Je t'adore

Gaelic - Ta gra agam ort

Georgian - Mikvarhar

Alemão - Ich liebe dich

Grego - S'agapo

Gujarati - Hoo thunay prem karoo choo

Hiligaynon - Palangga ko ikaw

Havaiano - Aloha wau ia oi

Ebreu - Ani ohev otah (para mulher) - Ani ohev et otha (para homem)

Hiligaynon - Guina higugma ko ikaw

India - Hum Tumhe Pyar Karte hae

Hmong - Kuv hlub koj

Hopi - Nu' umi unangwa'ta

Hungria - Szeretlek

Icelandic - Eg elska tig

Ilonggo - Palangga ko ikaw

Indonesia - Saya cinta padamu

Inuit - Negligevapse

Irish - Taim i' ngra leat

Italiano - Ti amo

Japonês - Aishiteru

Kannada - Naanu ninna preetisuttene

Kapampangan - Kaluguran daka

Kiswahili - Nakupenda

Konkani - Tu magel moga cho

Coreano - Sarang Heyo

Latino - Te amo

Latvian - Es tevi miilu

Libanés - Bahibak

Lituano - Tave myliu

Malay - Saya cintakan mu - Aku cinta padamu

Malayalam - Njan Ninne Premikunnu

Chinês do mandarin - Wo ai ni

Marathi - Me tula prem karto

Mohawk - Kanbhik

Moroccan - Ana moajaba bik

Nahuatl - Ni mits neki

Navaho - Ayor anosh'ni

Norueguês - Jeg Elsker Deg

Pandacan - Syota na kita!!

Pangasinan - Inaru Taka

Papiamento - Mi ta stimabo

Persa - Doo-set daaram

Pig latin - Iay ovlay ouyay

Polish - Kocham Ciebie

Português - Eu te amo

Romenia - Te ubesk

Russo - Ya tebya liubliu

Scot Gaelic - Tha gradh agam ort

Serbian - Volim te

Setswana - Ke a go rata

Sindhi - Maa tokhe pyar kendo ahyan

Sioux - Techihhila

Slovak - Lu`bim ta

Sloveno - Ljubim te

Espanhol - Te quiero - Te amo

Swahili - Ninapenda wewe

Sueco - Jag alskar dig

Alemão - Suisso - Ich lieb Di

Tagalog - Mahal kita

Taiwanese - Wa ga ei li

Tahitiano - Ua Here Vau Ia Oe

Tamil - Nan unnai kathalikaraen

Telugu - Nenu ninnu premistunnanu

Thai - Chan rak khun (para mulher) - Phom rak khun (para homem)

Turquia - Seni Seviyorum

Ukraniano - Ya tebe kahayu

Urdu - mai aap say pyaar karta hoo

Vietnamita - Anh ye^u em (para mulher) - Em ye^u anh (para homem)

Welsh - 'Rwy'n dy garu

Yiddish - Ikh hob dikh

Yoruba - Mo ni fe

quinta-feira, outubro 16, 2008

Encontro e Desencontro


Eu não tenho medo do infinito, do imenso espaço em branco,
que nos encerram no entanto, numa busca constante pelo o pranto desconhecido, um amor perdido, talvez uma dor escondida, percorrida por caminho oculto, fico e reluto, e as vezes não escuto a voz da razão,
quando diz não ao meu coração.
esperança ou momento de desilusão, no canto do coração,
a palavra amor, insolada, escorada, pela a falsa sensação, como é relutante o desdém das emoções, que nos fere no profundo, sugando nossas forças e minando nossa razão, ah! encanto proibido, doce e inibido, pudera querer o relance do teu olhar, seria como o azul do mar, ao sussurrar, um gemido um querer, mesmo sem poder, doce sensação alcançaria a ilusão e traria de volta a luz do luar.
O teu sorriso, seria como a brisa, doce leveza do esperar, será proibido te amar? não sei quanto tempo vai durar! mas sei esperar, há uma esperança no ar!
fronteiras e mares, caminhos se cruzarem, levam os nossos sonhos, o deserto atravessar, o que esperamos encontrar? talvez uma certeza de amar, nunca relutar, ou deixar de amar, será que pode esperar? não sei explicar, mas a sensação me afoga na ilusão e me tiram as forças de sonhar, não sei tentar e nem me expressar, talvez essas linhas me sirva um dia de recordação, de uma sensação que o meu coração foi invadido e maltratado, pelo o amor esperado, sem saber explicar, a solidão, daria eu mais do que metade de mim, para te sentir e servir como invólucro para te proteger de todas as argúrias da vida. Sinto uma dor no peito que rasga sem jeito, na esperança de te encontrar, entre encontro e descontro, sei está lá, só quero te amar.


by,


Elizaete Ribeiro

quinta-feira, setembro 11, 2008

Desencontro de Pensamentos


Antes que amanheça e o céu aparença, e a luz do luar termine,
antes que as estrelas conte seus admiradores, antes que o poente se ausente, antes que tudo aconteça, não quero que esqueça, que o meu pensamento teve leve ventos de lembranças, que te alcança nessa distância, leva o som da minha voz, doce e calada, num sussurro desesperado, amo você.

Que seu dia seja a alegria do encanto do mato e a brisa do sol,
e o canto dos pássaros a alegrar o teu coração, numa doce canção,
de dias de solidão, não esqueça que a tua rosa te espera.

Amo-te!



By,


Elizaete Ribeiro

quinta-feira, agosto 28, 2008

ADVERSIDADES

A adversidade desperta em nós capacidades que, em circunstâncias favoráveis, teriam ficado adormecidas. (Horácio)
A adversidade é um trampolim para a maturidade.
Adversidades

terça-feira, agosto 05, 2008

Manhãs

Eu fiquei na angústia
a esperar
uma resposta
Um olá
Descontente com tua ausência
Me sinto ao leú
Não faço acordo e nem tão pouco suporto a dor
Hoje te esperei
pela a manhã
ansiei por ti
Tu não veio
Aonde tu estás?
Sinta o meu tocar
Sinto desejo de te amar
Não deixe a melancólia me abraçar
Meu olhar te acompanhará
Meu coração
A te amar
Manhãs sem a tua presença



****By, Elizaete Ribeiro*******

sexta-feira, agosto 01, 2008













Sinto Você
É como uma música
Envolvendo o meu ser
Em cada acorde
Um querer
Um sentir
Ainda que distante
Meus pensamentos te alcançará
Meu amor
Será como um manto
Protetor
Envolvendo ti
Corpo Alma e Espirito
Minha vida
Tua vida
Teus sonhos
Meus sonhos
Vou te amar
Já amo
Pra sempre te amar
Sei
Amo
O teu sorriso
Sinto você

by,

Elizaete Ribeiro

Perto do Amanhã


Perto do amanhã
Quando o sol raiar
Perto do amanhã
Eu estarei lá
Perto do amanhã
Eu vou sonhar
Perto do amanhã
Vem me buscar
Perto do amanhã
O sol nascerá
Eu estarei lá
Sempre a te esperar

By,


Elizaete Ribeiro

quarta-feira, julho 30, 2008

Silencioso Sentimento


Silencioso Sentimento
As vezes não aguentoamo o silêncio alimentado pelas nossas decisões,
mas entendemos a precisão deste ato.
Ainda que pareça loucura, o bom mesmo é esquecer todas as argúrias da vida e
recomeçar, e aguardar um novo tempo. Como criança que acredita em contos de fadas,
como adolescentes que fantasiam o amor, como adultos que viveram a realidade com os pés no chão.

Donos de suas razões
De mãos dadas
Trilhamos caminhos
Rumo a felicidade

Das pedras no caminho, faremos delas escadas,
das montanhas, esconderijos
dos ventos, extraímos a melodia cantada,sem pavor e sem restrição.
Damos as mãos e unimos corações apaixonados. Seguimos o que não vemos,
mas o que sentimos.

A estrada longa é... Da vida a história sonhada.
Sem repetições, sem segunda chance.
Corações dilacerados pela dor.

Um novo amor pode surgir...
Um novo e velho sonho acordou
Como o beijo do principe encantado
Despertou a donzela
A vida é o outro, ama o sorriso
Que traz esperança.
Sempre sonharemos com pedras preciosas
Só não saberemos se vamos ganhar a mais valiosas de todas.
Um coração verdadeiro e apaixonado. Nunca será tarde pra amar.


Elizaete Ribeiro

Amar e Amar



Amar e amar
Hoje eu acordei sem palavras
sem roteiro
as idéias me faltaram
a medida em que a saudade foi aumentando
sem expressão
com ardor na alma e no espirito
ouço sussurros do meu eu
dizendo eu amo você
não paro de pensar em nós
é um mundo totalmente novo
sem fronteiras
é prazeroso saber que os meus pensamentos voam e vão até você
e sussurram ao teu ouvido
como uma doce melodia
não pare de pensar em mim
sinta o meu pensamento e o ardor do meu coração
é como a brisa leve e suave que acalma a alma e traz paz e alento
doce calma do mar
domesticado com se fosse sem fúria
as ondas sorrateiras e indo e voltando
sinto a tua respiração sôfrega e agitada
mas com sabor
Não quero apenas tentar
quero viver e amar
amar e amar
sem ter medo de tentar
dono dos meus sentimentos
me despertou como o vento
e agora eu só quero amar

By,


Elizaete Ribeiro

quinta-feira, julho 10, 2008


HOJE...

Meu amor, eu não te conheço mas o meu coração te espera
, o presente de Deus para o meu coração.

sexta-feira, junho 13, 2008

Patinando 2

Voando como uma pluma, rsrsrs

Patinando 1


Aprendendo a patinar, rsrsrs

A espera do que não vem!
A vida é como um sopro passageiro
Como um conto ligeiro

Viverei o teu amor
Ainda que seja na eternidade
Pois o amor
é o único que não morre
Enquanto isso
Espero

quinta-feira, junho 12, 2008

EU TE AMEI

Eu te amei... Busquei na lembrança se houvera algum engano, não encontrei Eu te amei, nenhum esquecimento será capaz de te esquecer Nem o infinito, eu te amei no Passado, Presente e no Futuro. Busco o olhar, mas ouço apenas o sussurro do mar Sinto a brisa leve me tocar, nessa tarde vazia e sem melodia O doce som da sua voz se perdeu, no encanto do mar. A nossa história contarei, sem medo de errar Eu te amei, tive medo de tentar. Hoje, ficou só na lembrança, doce tentar! Se eu ainda te amar V.S.G? Elizaete Ribeiro

quinta-feira, maio 15, 2008

Tempos, memórias...


Tempos, memórias...
Observando o Vento!
Que o vento leve as emoções e deixe apenas a razão!
Que a brisa, desperdasse os pensamentos involutários...e traga a existência uma nova essência...Sol de verão na ilha azul, cinzas que os ventos trazem, fim de tarde, sem nexo, sem correspondência, me sinto assim. O mar nos fala muito, quer obeservar-lo, parou para ouvi-lo. Pensamentos, é como cinzas ao vento!


By,


Elizaete