E-BOOK MENINAS SUPER POÉTICAS

sexta-feira, julho 17, 2015

Foram-se tantas coisas


Já não sou mais uma menina.
Já não tenho mais os traços da juventude.
Já não tenho mais o mesmo vigor de antes.
Os sonhos me consumiram e poucas foram as realizações.
Muitas foram as controvérsias encontradas no caminho.
Já não suporto as lavras e nem tampouco os falatórios profano.
Vejo se fechando mais um ciclo de vida e a única coisa de que tenho certeza é da minha fé.
Foram-se os bons anos, a inocência de ser feliz.
Foram-se os bons amigos, os dias perfeito.
Foram-se tantas coisas...
Hoje me encontro com a mala vazia, desnuda de qualquer plano.
Porque já não sou mais uma menina e nem tenho o vigor de antes.
Não tenho medo do recomeço e nem dos falsos amigos.
Prefiro que sejam poucos, mas que me acrescente risos.
Todos os meus anseios lancei aos pés da cruz, como um ato de fé, pois já não sou mais uma menina e nem tenho o vigor de antes.


Elizaete Ribeiro